Integração do SCADA com o EQM possibilita mais produtividade e qualidade nas informações registradas

Mais conhecido como SCADA, o Supervisory Control and Data Acquisition ou software supervisório, é um tipo de sistema capaz de capturar dados de equipamentos em tempo real com o objetivo de monitorá-los e supervisioná-los. Sendo muito utilizado em salas de controle e centros de operações, ele se tornou uma ferramenta fundamental para as empresas do setor elétrico. Recentemente, a In Forma apostou na integração do SCADA com o EquipMaint como um diferencial, proporcionando mais produtividade e mais qualidade das informações aos clientes do EQM.

O SCADA é responsável por monitorar cada equipamento, detectando falhas, desligamentos ou algum tipo de condição que necessite a atenção dos operadores, permitindo também o envio de telecomandos para operar os equipamentos. De acordo com Virgínia Sgotti, Diretora de Produção, a integração do EQM com o sistema é uma demanda de diversos clientes para aumentar a produtividade dos operadores, mas principalmente, para ter informações de melhor qualidade para análise de ocorrências e geração de indicadores.“Várias informações originadas no SCADA precisam ser registradas no EquipMaint, como desligamentos, leituras de grandezas operacionais, religamentos, entre outros. Sem a integração, essas informações precisam ser manualmente digitadas, o que além de demorado e pouco eficiente, está sujeito a erros e compromete a precisão das informações”, comenta a diretora.

Normalmente, o SCADA encontra-se em uma rede separada da rede corporativa, então a abordagem de integração deveria ser totalmente desacoplada, uma vez que o ele é um sistema crítico dentro das empresas, não podendo ter seus dados acessados diretamente para não ameaçar a segurança e o desempenho. “Construimos um middleware, um software de barramento que fica à disposição dos sistemas integrados e se encarrega de coletar as informações relevantes de um sistema (SCADA) e passar para o outro (EquipMaint), sem interferir no funcionamento de nenhum dos dois”, explica Virgínia.

No EquipMaint, as informações do SCADA são utilizadas dentro do módulo de eventos, para registrar dados de data/hora de operações, equipamentos envolvidos nas ocorrências, se uma intervenção foi programada ou não. Ele utiliza as informações de eventos que ocorrem aleatoriamente e tenta conectá-los a eventos relacionados. E dessa forma, a integração com o sistema SCADA não se limita a coletar informações dele para registrá-las no EquipMaint, mas possibilita a combinação de diversos dados para montar informações de contexto que poupem o operador de registrar informações que podem ser inferidas pelo EQM. “Ao conseguir correlacionar automaticamente as ocorrências, a integração ajuda o operador a identificar que eventos estão relacionados sem ter que fazer esta relação manualmente, procurando-os diante de uma lista de dezenas ou mesmo centenas de ocorrências”.

A integração possibilita muitas vantagens, a começar pelo ganho de produtividade dos operadores, evitando a tendência de acumular informações para a digitalização manual de todas elas de uma vez. Além da informação ser mais precisa, o registro no EQM acontece muito mais próximo da ocorrência dele em tempo real. “Certamente essa integração é um grande diferencial no mercado. Apesar de existirem outros sistemas de O&M integrados com o SCADA, a integração proposta por nós vai além de pegar informações de um sistema e jogar em outro, ela consegue correlacionar as informações, já inferindo todo um contexto que registra os eventos de forma correta, com mais detalhes no EquipMaint”, destaca Virgínia.