In Forma Software

Entenda o que é Governança de dados e como implementá-la

Qualquer empresa, seja qual for o tamanho ou segmento, precisa estar sempre à frente quando o assunto é a gestão ou governança de dados. Isso garante vantagem competitiva, otimiza a produtividade e reduz custos importantes.

 

Indispensável para o gerenciamento de informações sensíveis, a governança de dados permite que as informações certas estejam disponíveis para as pessoas certas, no momento certo, otimizando a tomada de decisões assertivas dentro da organização.

 

Dessa forma, neste artigo, trataremos a respeito da governança de dados e como aplicá-la na sua empresa.

 

Siga conosco e confira!

 

Governança de dados: o que é?

 

A governança de dados trabalha no gerenciamento de informações internas de uma empresa. E isso inclui disponibilidade, formas de uso e proteção de dados sensíveis.

 

E quando você lê sobre dados, entenda que são todas e quaisquer informações que estejam relacionados aos processos internos de uma organização.

 

Negociações e gerenciamento de clientes, estratégias de mercado, objetivos de negócios, soluções, entre outras informações confidenciais, representam dados sensíveis.

 

Com a governança de dados, a empresa consegue assegurar que a troca dessas informações cumpra requisitos de segurança e integridade, bem como siga as regras de sigilo do negócio.

 

Por que é importante proteger os dados de sua empresa

 

“Dados são o novo petróleo”. Essa é uma frase mais do que conhecida, mas passa longe de ser exagerada. Contudo, segundo análises da Harvard Business Review, a maioria das empresas ainda prefere correr riscos:

 

● Apenas 3% das organizações no mundo têm um processo de governança de dados com clareza e eficiência.

● 47% dos registros de dados recentes apresentam, pelo menos, um erro crítico que impacta nos resultados

 

A governança de dados traz ferramentas importantes para a leitura, controle e gerenciamento de informações internas para que as empresas saiam na frente da concorrência e até mesmo se antecipem às oportunidades do mercado.

 

Ainda com a governança dos dados, é possível:

 

● Gerar insights;

● Aumentar a produtividade;

● Perceber oportunidades;

● Avaliar o desempenho de sua empresa no mercado;

● Identificar necessidades de correções nas estratégias implementadas;

● Avaliar o nível de produtividade dos colaboradores.

 

Como a governança de dados funciona

 

O sistema de governança de dados funciona com total automatização. Uma de suas principais funções é a captura automatizada no sistema ETL (extrair, transformar e carregar, em português).

 

Uma das grandes vantagens é a de que esse sistema não depende de manuseio humano, e isso significa a sensível diminuição dos erros nas análises. O acesso é supervisionado por um grupo ou profissional pré-definido, o que garante somente acesso de pessoal autorizado.

 

Quais são os objetivos da governança de dados

 

O principal objetivo da governança de dados é facilitar a rápida tomada de decisões que beneficiem a empresa.

 

Nesse modelo, são estabelecidos pontos fundamentais, como as indicações de quem toma uma decisão, em qual momento essa decisão é tomada e por quais métodos.

 

Confira os principais benefícios da governança de dados:

 

Melhor processo na tomada de decisões

 

Tomar decisões críticas requer o máximo de segurança sobre as informações. É preciso evitar falhas no entendimento dos dados. E isso, a governança de dados pode garantir.

 

Proteção da informação de investidores

 

Dados precisam estar seguros com o que há de mais atual em tecnologia, como soluções sofisticadas de criptografia. Através de uma ferramenta de gestão de dados, é possível ter maior controle e proteção aos negócios.

 

Processos mais eficientes

 

Estabelecer regras de controle para a troca de dados faz com que o fluxo de informações seja padronizado. E isso permite maior eficiência para processos internos.

 

Otimização de Custos

 

Esforços coordenados e controlados garantem que todo o horizonte da troca de dados esteja devidamente controlado. E como resultado, há maior produtividade por parte dos colaboradores, o que gera excelente otimização de custos como consequência.

 

5 pontos sobre como implementar a governança de dados

 

Entender a importância da governança de dados é o primeiro passo para dar mais um importante passo estratégico com sua empresa. O próximo, é saber como implementá-la. E para isso, aqui vão 5 pontos essenciais:

 

1 – Defina uma equipe ou conselho para gerenciar as informações dentro da empresa

 

Essa é uma definição sensível e muito importante. O profissional, ou o grupo de profissionais, com essa responsabilidade terá a importante missão de gerenciar tudo o que envolve a troca de dados. Isso passa pela formulação de políticas de gerenciamento no manuseio das informações e segue até reportes para a diretoria.

 

2 – Visualize o cenário atual

 

Quais serão as mudanças necessárias para implementar a segurança de dados em sua empresa? Você precisa visualizar o cenário atual dela e definir um plano e a metodologia para o processo de testes e validação.

 

3 – Defina a estratégia

 

Definir uma estratégia é pensar em como a governança de dados será feita nos próximos anos. E isso é feito em diferentes passos. Após definir a metodologia de acompanhamento, é hora de testá-la. Para isso, é interessante começar por determinadas áreas da empresa com grande volume de informações, como marketing e comercial, por exemplo. Para definir o setor onde o sistema será testado, a dica é se basear na capacidade de agilizar resultados positivos.

 

4 – Faça bom uso das informações

 

A informação pode chegar de diversas formas e locais. Logo, a organização desses dados é fundamental. Uma dica importante é filtrar o valor das informações. Só é possível valorizar algo que pode ser calculado. Um dos primeiros objetivos da governança de dados, será a hierarquia dessas informações.

 

5 – Meça os resultados

 

Medir é fundamental para entender se determinadas metodologias foram bem implementadas, bem como o que precisa de melhoria.

Na governança de dados, esse monitoramento deve ser sazonal, com pequenos intervalos (mensais, bimestrais ou trimestrais) além de análises aprofundadas semestralmente ou anualmente.

 

Como realizar a governança de dados na sua empresa

 

Para implementar um sistema para governança de dados, é importante estruturar processos sólidos e ter um plano bem definido.

 

Esse planejamento é fundamental para a proteção de informações sensíveis que são trocadas diariamente no ambiente interno – e que são impossíveis de ter o controle apenas humano.

 

Para iniciar esse processo, se atente a esses pontos:

 

● Identifique quais os setores geram mais dados e como otimizar a troca de informações.

● Verifique e analise se a atual infraestrutura suporta a implementação da governança de dados.

● Olhe para o mercado: perceba o que a concorrência fez ou está fazendo para estabelecer esse processo.

● Peça um relatório de tendências sobre segurança e gerenciamento.

● Crie um manual de condutas e códigos que fiquem acessíveis a todos os colaboradores.

 

A governança de dados é muito importante não só para manter o controle das informações sensíveis relacionadas à empresa, como também é um bom argumento para reter clientes, reduzir custos e ter atenção às oportunidades.

 

Os benefícios são percebidos em pouco tempo após a implementação de testes nos setores definidos e, se bem estruturados, são alcançados por toda a vida útil de sua empresa.

 

A In Forma é uma empresa especializada em implementar o gerenciamento de dados em grandes ambientes corporativos que atendam à regulação setorial e critérios rígidos de produtividade e segurança.

 

Se a sua empresa ainda não tem esse controle, agende hoje uma reunião e entenda como garantir a proteção e controle total dos dados sensíveis.

 

Fale conosco agora mesmo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp