In Forma Software

Anomalias na Transmissão: Como agir rapidamente

 

No setor elétrico, sabemos que as concessionárias de geração e transmissão são remuneradas proporcionalmente pela disponibilidade de seus ativos e com relação ao montante de energia produzida, respectivamente. Porém, qualquer empecilho, como uma interrupção no gerador ou na subestação impacta diretamente na receita final, por isso é importante garantir a disponibilidade de novos ativos e antecipar cenários ou riscos.

 

No caso da transmissão, a Resolução Normativa 729/2017 e suas atualizações nos diz que a Parcela Variável é calculada com base na indisponibilidade de cada um dos equipamentos e é deduzida da Receita Anual Permitida da concessão. Isso faz com que as empresas busquem ter um planejamento de manutenção e operação mais inteligente destes ativos, tornando os leilões competitivos e acirrados. E, conforme as resoluções normativas ficam mais robustas, as companhias também se transformam, buscando melhor desempenho, integrando os seus sistemas com maior eficiência.

 

Mais importante que mapear esses cenários acima, é entender que quando tratamos de ativos neste segmento, falamos, principalmente, das linhas de transmissão, que é um fator importantíssimo e se estende por um grande trecho geográfico, podendo atravessar cidades, estados e até mesmo países. Operar bem é fundamental e vital ao negócio e, identificar defeitos e interrupções e antecipar seus riscos por meio de softwares inteligentes, se tornam grandes aliados para as concessionárias, impactando o mínimo e recuperando rapidamente as eventualidades.

 

Parte das dificuldades de integração dos sistemas que compõem a rede de transmissão vêm da maneira de identificar tais anomalias na rede. Mas como coletar as informações necessárias e cruzá-las para identificar erros e antever cenários? Algumas das novas tecnologias do mundo moderno podem nos ajudar a resolver esta questão, como os recentes investimentos em Inteligência Artificial, sensores, drones e dispositivos IoT (Internet das Coisas). Cito aqui também a tecnologia dos SCADA – os sistemas de controle e aquisição de dados – que vai além da simples integração e estruturação dos sensores, pois atuam também na automação dos equipamentos de proteção por meio de regras pré-imputadas e exigidas no mercado regulado. Porém, todas as informações coletadas por essas tecnologias não serão sustentáveis se não tiver uma governança por trás, onde  minuto a minuto essas máquinas lidam com informações sensíveis e estratégicas. A governança de dados trabalha no gerenciamento de informações internas de uma empresa. E isso inclui disponibilidade, formas de uso e proteção das informações.

 

Escrevi para a In Forma Software sobre o assunto (Veja aqui) e trago os dados das análises da Harvard Business Review, em que a maioria das instituições ainda prefere correr riscos ao não colocar a Governança de Dados como prioridade. Veja:

 

  •     Apenas 3% das organizações no mundo têm um processo de governança de dados com clareza e eficiência.

 

  •     47% dos registros de dados recentes apresentam, pelo menos, um erro crítico que impacta nos resultados

 

Vale ressaltar que a governança de dados traz ferramentas importantes para a leitura, controle e gerenciamento de informações internas para que as empresas saiam na frente da concorrência e até mesmo se antecipem às oportunidades do mercado.

 

O mundo já mudou e a necessidade de integração e troca de informações de forma rápida, regulada e ética, trazendo impacto positivo, são as novas réguas altas do setor. E nós aqui da In Forma nos transformamos junto a demanda, criando soluções, atualizações de sistemas e inovando com o setor elétrico e toda a regulação que vem dele. Aqui na In Forma, por exemplo, oferecemos aos nossos clientes uma gama de produtos que fazem o gerenciamento destes dados, antecipando os riscos para as companhias e, ainda, integrando seus sistemas às regras da agência reguladora, com o máximo de qualidade e segurança.

 

Acredite, os dados serão o novo “Petróleo” do século 21. Essa é uma frase mais do que conhecida, mas passa longe de ser exagerada. A gestão eficiente sempre virá por meio das grandes transformações do mercado. Quem estiver pronta para elas, certamente, sairá na frente.

 

Sobre a In Forma:

 

Líder em soluções para gestão de ativos em negócios que atendam a regulação setorial, incluindo critérios rígidos de produtividade e segurança. A empresa possui diversas soluções ideais para organizações complexas, equipamentos de alto valor, normas e regulações rigorosas que necessitam de integração de processos.

 

Solicite o contato com um de nossos especialistas e veja como podemos ajudá-lo!